Controlar o fluxo de caixa é uma das tarefas mais importantes no gerenciamento da sua empresa. Qualquer problema de má administração nesse setor pode causar enormes prejuízos à corporação. Para ajudá-lo a manter o equilíbrio financeiro do seu negócio, veja a seguir seis erros comuns na gestão do fluxo de caixa e saiba como evitá-los.

1. Gastar muito com estoque

É comum tentar negociar preços usando o argumento da quantidade comprada. Se comprar muito, o valor de cada unidade é mais barato. Além disso, é bom ter muito estoque porque, se as vendas aumentarem, não faltará mercadoria.

Esse é um pensamento ERRADO. Investir muito em estoque pode descontrolar seu fluxo de caixa. Você está abastecido e fez uma boa negociação, mas é como se tivesse congelado dinheiro. Caso tenha uma urgência, perde em liquidez e não poderá responder rápido pois não terá de onde tirar o capital. A compra do estoque deve ser equilibrada.

2. Pagar os fornecedores antecipadamente

Caso o fornecedor ofereça um desconto para pagamento antecipado, tudo bem, até vale a pena pensar nos benefícios de tirar esse dinheiro de caixa mais cedo. Contudo, mesmo que haja um desconto é preciso avaliar.

O ideal é negociar sempre os pagamentos e manter o capital o mais tempo possível no caixa. Exemplo: pagar apenas na entrada dos produtos. Só é preciso tomar cuidado para não deixar as contas passarem do prazo, pois pode haver multa ou incidência de juros.

3. Não monitorar as contas a receber

Um dos maiores erros que uma empresa pode cometer é não monitorar bem as contas a receber. O ideal é que tenha um funcionário especialmente para este setor. É ele quem controlará periodicamente (por semana, por mês) se os clientes estão pagando em dia. Caso haja problemas de inadimplência ou atrasos, medidas devem ser tomadas para acelerar esses pagamentos.

4. Conceder muito crédito aos clientes

Muitas vezes, os problemas de inadimplência ou pagamentos fora do prazo acontecem porque a empresa concede crédito a clientes sem estabelecer critérios rígidos. Antes de conceder financiamento, deve ser feita uma verificação de crédito para conhecer o histórico do freguês na questão dos pagamentos. Se as informações não forem boas, simplesmente não conceda crédito.

5. Não controlar gastos supérfluos

Outro erro comum é engessar capital em gastos não necessários. Toda saída do caixa deve ter uma razão bem definida. O ideal é implementar uma política em que todos os pedidos de compras extras sejam aprovados por um gerente com justificativa por escrito. Isso reduz drasticamente os gastos supérfluos.

6. Pensar que você nunca terá problema de fluxo de caixa

Pode ser que o fluxo de caixa nunca tenha sido um problema na sua empresa, o que é realmente muito bom – mas imprevistos acontecem. Essas situações incluem algum acidente, uma indenização que deverá pagar a um funcionário, uma mudança drástica na economia etc… Se você achar que nunca terá problemas desse tipo, também nunca planejará como sair deles.

Com o Siscom Server +7 você tem a possibilidade de ter todo esse fluxo na palma da sua mão. Entre em contato e solicite uma demonstração.


Show Buttons
Hide Buttons
SSL